Love Love... Braga

logotipo_100espinhos

Braga... <3

COM MUITO MAIS DE 2000 ANOS DE HISTÓRIA, BRAGA VAI ENTRAR NOVAMENTE NA HISTÓRIA AO RECEBER O MAIOR EVENTO DE SEMPRE DE PORTUGAL.

Bracara Augusta, cidade do Império Romano e capital da região da Gallaecia, em 16 a.C..

Após a conquista do império romano, Bracara Augusta tornou-se na capital política e intelectual do reino dos Suevos, que abarcava a Galiza e se prolongava até ao Rio Tejo.

O cristianismo chegou rapidamente a esta cidade. O primeiro Bispo, Pedro de Rates, governou no ano 45 d.C. (cerca de 15 anos depois da morte de Cristo).

No ano de 716, os Mouros alcançam a cidade e provocam grande destruição na mesma, dada a sua importância para o cristianismo. Na época, foi também palco de várias guerras, destruições e saques.

No século XI a cidade é reorganizada, provavelmente com a nova designação de "Braga". A cidade cresce à volta da Catedral.

Em 1112 a cidade é doada aos Arcebispos por D. Henrique de Borgonha, Conde de Portugal. Com a elevação do bispado bracarense a arcebispado, a cidade readquire uma enorme importância a nível Ibérico, muito antes da independência de Portugal!

No século XVI, o Arcebispo de Braga D. Diogo de Sousa modifica a cidade profundamente, introduzindo-lhe ruas, praças, novos edifícios, provocando-lhe também o crescimento para além do perímetro amuralhado.

Do século XVI ao século XVIII, por intermédio de vários arcebispos, os edifícios de traça medieval vão sendo apagados e substituídos por edifícios de Arquitectura religiosa da época.

No século XVIII, Braga transforma-se no Ex-Libris do Barroco em Portugal. Mais uma vez, por intermédio de vários arcebispos, os edifícios religiosos são novamente alterados com a introdução do Barroco e do Neoclássico.

Nos cem anos que se seguem, irrompem conflitos devidos às invasões francesas e lutas liberais. A cidade é palco de batalha e vítima de vários saques realizados pelas tropas napoleónicas. Em 1834, com o fim das lutas liberais, são expulsas várias ordens religiosas da cidade, deixando o seu espólio para a cidade.

No final do século XIX, o centro da cidade deixa a área da Sé de Braga e passa para a Avenida Central. Em 1875, é inaugurado pelo Rei D. Luís a linha e estação dos caminhos de ferro de Braga.

No século XX, dá-se a revolução dos transportes e das infra-estruturas básicas, reformula-se a Avenida da Liberdade, de onde se destaca o Theatro Circo e os edifícios do lado nascente. Em finais do século XX, Braga sofre um grande desenvolvimento e converte-se na terceira cidade do País, estatuto que mantém nos nossos dias.

Braga é uma das cidades mais jovens da Europa, o que a torna uma cidade dinâmica e enérgica.

 

Braga oferece igualmente oportunidades de cultura e lazer únicas no país, com a sua animação nocturna, cinemas, teatro, exposições, museus e galerias de arte.É uma cidade cheia de cultura e tradições, onde a História e a religião vivem lado a lado com a indústria tecnológica e a vida universitária.

foto-galeria-materia-620-z324
pano bom jesus2on